Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, XXII Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR

Tamanho da fonte: 
Análise termográfica da instabilidade de chamas difusivas
Daniel de Sousa Lemos, Luiz Eduardo Melo Lima

Última alteração: 2018-05-29

Resumo


OBJETIVO: Este trabalho tem por objetivo analisar a instabilidade de uma chama difusiva produzida por uma vela de parafina, que se encontra confinada no interior de um tubo de vidro, observando o comportamento da chama e de sua extinção em função da profundidade de confinamento no tubo e do comprimento do pavio. MÉTODOS: Um aparato experimental foi utilizado para realização desta análise, com a finalidade de se obter as dimensões da chama, a partir de fotografias tiradas com uma câmera fotográfica, bem como observar a distribuição de temperaturas e a liberação de gases de combustão, a partir de fotografias térmicas tiradas com uma câmera termográfica. RESULTADOS: A profundidade de confinamento e as dimensões da chama foram obtidas utilizando um programa de processamento de imagens, para duas velas com diferentes comprimentos de pavio. A distribuição de temperaturas foi obtida a partir das fotografias térmicas apresentando as maiores temperaturas na região da chama. A vela com pavio menor não extinguiu a chama, mesmo no máximo comprimento de confinamento. A vela com pavio maior extinguiu a chama para uma profundidade de confinamento de 48 mm. CONCLUSÕES: O aumento do comprimento do pavio aumenta a taxa de combustível vaporizado, aumentando o volume da chama, que por sua vez produz uma maior quantidade de gases de combustão. Estes gases de combustão dificultam a chegada de oxidante na chama confinada e juntamente com o aumento da profundidade de confinamento, influenciam as magnitudes dos termos difusivos e convectivos das equações governantes do processo de combustão.

 


Palavras-chave


Combustão; Chama; Análise térmica