Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, XXII Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR

Tamanho da fonte: 
A Poética do Não-dito: Fenomenologia em Clarice Lispector e Katherine Mansfield
ANDREA DE CARVALHO, Rogério Caetano de Almeida

Última alteração: 2017-10-05

Resumo


O trabalho a seguir tem por objetivo analisar os contos Relatório da coisa ePsychology, de Clarice Lispector e Katherine Mansfield, respectivamente, a partir deuma leitura fenomenológica. Além da análise formal entre as relações de similaridade(ou não) na escrita de ambas, a significação através do não-dito parece ser o aspectoque mais reverbera nos contos, sendo, portanto, a constante que permeará o estudoaqui apresentado. Não obstante, a relação de significação estabelecida pelas vozes noscontos, ou entrelaçamento, possível somente através da carne, também serãoconceitos-chave para a leitura dos contos. Para tanto, a leitura a ser estabelecida serábaseada nas concepções desenvolvidas, principalmente, pelo filósofo francêsMerleau-Ponty.

Palavras-chave


Clarice Lispector. Katherine Mansfield. Fenomenologia.