Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, XXII Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR

Tamanho da fonte: 
Análise da Atividade Metanogênica Específica da co-digestão de lixiviado de aterro com água residuária de suinocultura
Gabriela Meira, Ana Landgraf, Lucas Silva, Thiago Castro, Eudes Arantes

Última alteração: 2018-06-17

Resumo


O lixiviado de aterro sanitário e a água residuária de suinocultura (ARS) geram impactos ambientais se disposto de forma inadequada. Diante desse contexto, pode-se ressaltar como alternativa a digestão anaeróbica que pode ser otimizada com mais de um resíduo/efluente, que além do aumento de eficiência do tratamento, torna-se interessante do ponto de vista energético. Portanto, este trabalho tem por objetivo analisar a Atividade Metanogênica Especifica (AME) da co-digestão de lixiviado de aterro sanitário com ARS em reatores de bancada com diferentes proporções de alimento e substrato (A/M) e lixiviado. Para isso, caracterizou-se os dejetos suínos e lixiviado, colocou-os em reatores conectados em eudiômetros para a medição volumétrica da produção de metano pela lavagem de Hidróxido de Sódio. A produção de metano, temperatura, pressão foram monitorados duas vezes que ao dia, com exceção de sábados e domingos. Assim, constatou-se que quanto maior a proporção de alimento e menor quantidade de lixiviado de aterro maior foi a relação A/M. A maior AME foi de 0,007 mLCH4­/mgSTV referente ao reator com relação A/M de 3:2 contendo 10% de lixiviado. Além disso, é provável que as proporções de lixiviado foram superestimadas inibindo a AME.

 


Palavras-chave


Atividade Metanogênica Específica. Co-Digestão. Reatores.