Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, XXIII Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR

Tamanho da fonte: 
A análise do léxico na realização do Rotacismo na região sudoeste do Paraná
Daniele Carla de Morais

Última alteração: 2019-01-21

Resumo


A proposta inicial da pesquisa consiste em analisar o léxico e o indivíduo na realização do fenômeno do rotacismo na região Sudoeste do Paraná, em particular, as cidades de Francisco Beltrão e Pato Branco; buscando investigar em quais palavras o uso dessa variante ocorre com mais frequência e quais informantes fazem uso do fenômeno. O critério de seleção dos informantes decorreu a partir da proposta Laboviana, abordando questões sociolinguísticas, que realiza o processo de seleção com base nas dimensões sociais. Para a realização do projeto, determinou-se dois grupos a serem pesquisados, a saber, (1) nativos das cidades abordadas, e (2) não nativos. No que tange à idade, houve a divisão dos informantes em três faixas etárias; ademais foram inclusas duas subdivisões, as quais fazem relação aos informantes, sendo a escolaridade e o sexo. Para a realização das entrevistas, buscou-se priorizar a utilização de instrumentos que possibilitassem a conversa entre o informante e o entrevistador. Por conseguinte, dividiu-se a mesma em três momentos, sendo eles: (i) nomeação e descrição de imagens; (II) produção de frases e (III) conversa informal sobre temas diversos (educação, infância, viagens, sonhos, filmes/séries, entre outros). Os resultados averiguados durante a pesquisa, prevê pouca realização do rotacismo por parte dos informantes, assim como, são poucos os itens lexicais que são produzidos a partir do fenômeno em estudo.

Palavras-chave


Léxico. Rotacismo. Sociolinguística. Sudoeste do Paraná.

Texto completo: PDF