Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, XXIII Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR

Tamanho da fonte: 
A equidade de gênero na gestão da comunicação organizacional: princípios orientadores do empoderamento da mulher no contexto das relações de trabalho
LARISSA ALVES DIAS

Última alteração: 2018-12-11

Resumo


Esta pesquisa propõe uma discussão sobre a necessidade de existir políticas e diretrizes de equidade de gênero nas relações de trabalho em organizações empresariais e o papel da comunicação organizacional como agente de mudança em prol dos direitos da mulher. Para tanto, foi realizada uma investigação de caráter exploratório, a partir de pesquisa bibliográfica, com dois objetivos específicos: analisar os princípios de empoderamento feminino propostos pela ONU Mulheres às empresas interessadas em desenvolver diretrizes a favor dos direitos da mulher alinhadas ao entendimento de trabalho decente; e entender como a comunicação é mobilizada nesse contexto. Dentre os resultados, pode-se verificar que as práticas de comunicação organizacional constituem as soluções mais adotadas pelas organizações signatárias da ONU Mulheres, indicando a importância da gestão da comunicação nas relações de trabalho em organizações. Também foi possível notar que os princípios analisados apresentam diretrizes de comunicação consolidadas com o intuito de promover a adoção de valores organizacionais ligados à equidade de gênero, e não apenas ações de comunicação pontuais. A pesquisa aponta que os princípios de empoderamento feminino propostos pela ONU Mulheres indicam a relevância do papel das organizações empresariais e seus líderes na disseminação de políticas e práticas pela equidade de gênero.


Palavras-chave


Comunicação organizacional; equidade de gênero; relações de trabalho