Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, XXIII Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR

Tamanho da fonte: 
Análises físico-químicas sobre o colágeno extraído da pele de tilápia do Nilo
JAMAL BASAM HARATI

Última alteração: 2018-10-20

Resumo


A Tilápia representa uma grande importância no setor da aquicultura, e é uma das espécies mais produzidas comercialmente. O colágeno é uma proteína fibrosa encontrada nos tecidos conjuntivos do corpo, que tem a função de contribuir com a resistência e elasticidade dos tecidos, na sua maior parte é obtido através de resíduos gerados, nos bovinos, suínos, peixes, entre outros. A obtenção do colágeno extraído do coproduto da tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) indica uma alternativa na utilização da geração de resíduos da produção. O presente estudo foi realizado por pré-tratamento neutro com água, variando tempo e temperatura e foram avaliadas características como composição centesimal (umidade, cinzas e proteínas), solubilidade e calorimetria exploratória diferencial (DSC). O colágeno obtido apresenta baixos teores de cinzas de 1,45 a 2,18%. Em relação ao teor de umidade, o mesmo apresenta teores de 9,56 a 11,67% e um alto teor de proteínas de 83,46 a 87,71%. O colágeno extraído possui alta solubilidade e boa estabilidade térmica. Deste modo, foi possível concluir que a extração do colágeno do coproduto de tilápia é uma alternativa viável para obtenção deste produto.

Palavras-chave


tilapia, coproduto da tilapia, colageno e extração