Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, XXIII Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR

Tamanho da fonte: 
Efeitos da altura do leito de cascalhos em perfuração de poços de petróleo sobre a eficiência de limpeza
Felipe Caetano Silva

Última alteração: 2019-08-13

Resumo


Durante o processo de perfuração de poços de petróleo ocorrem paradas para manutenções, essas geram sedimentação dos cascalhos, geralmente formando certo leito das partículas no fundo do poço. Com o acúmulo de partículas na região, danos permanentes podem ocorrer na broca de perfuração. O objetivo desse trabalho é o estudo da altura do leito e da vazão volumétrica sobre a eficiência de limpeza em perfuração de poços de petróleo, aplicando-se os métodos de circulação direta e reversa. A bancada experimental pode reproduzir as condições do escoamento em perfuração de poços de petróleo. Os testes foram feitos com água representando o fluido de perfuração e partículas de ureia representando os cascalhos, uma vez que a razão entre massa específica da água e ureia se aproxima dessa relação para o próprio fluido de perfuração e cascalhos. O processo transiente de ressuspensão foi investigado pelo parâmetro eficiência de limpeza (ε), definido como a razão entre massa de partículas removidas pelo total de massa inicial. Foi possível observar que para ambos os métodos de circulação ε foi altamente afetado pela vazão volumétrica. A altura da formação do leito também mostrou influência sobre ε, em especial na circulação reversa. Comparações entre as circulações direta e reversa mostram como atingir a limpeza de poço.


Palavras-chave


Poço de petróleo. Perfuração. Eficiência de limpeza. Circulação direta. Circulação reversa.